Logo Arquivo Milk Shake.jpg

Uma das minhas experiências mais bem sucedidas na TV brasileira aconteceu em 1988. Fui chamado pela produtora Márcia Ítalo para escrever um programa infantil com uma apresentadora ainda desconhecida, a Angélica. Então o programa infantil foi adiado. E eu fui encarregado de desenvolver e escrever os roteiros de um musical com a mesma Angélica, num programa chamado Milk Shake, criado pela própria Márcia e pelo então diretor de programação, Jayme Monjardin. A direção era de Marcelo Zambelli, a produção de Sandra Klaar e a produção musical de Duda Anysio. O Milk mexeu com o mercado, com seu clima de imprevisibilidade e a criatividade na apresentação dos convidados musicais. Em quatro anos de programa conversei com dezenas de músicos brasileiros das mais variadas tendências. Infelizmente, nada ficou registrado.  E os arquivos da Manchete desapareceram com a emissora. A partir de um certo tempo, cada programa (apresentado aos sábados, 16 horas) tinha um tema - Império Romano, banco, carnaval, vikings, paródias às novelas da casa, telejornal, qualquer coisa. Dois dos mais marcantes foram o "Cinema Mudo" (em preto e branco, sem palavras, só letreiros) e o "MilkShakespeare", que usava peças de William Shakespeare para apresentar a parada de sucessos.